4 de junho de 2013

Festas juninas e simpatias

Ah, junho... que mês lindo. O frio chegou com tudo e as festas juninas já começaram, trazendo aqueles aromas maravilhosos de fogueira, quitutes tradicionais e bebidas quentes. Não canso de repetir que esta é minha época do ano favorita, repleta de memórias de infância, provavelmente porque uma das melhores festas juninas que fui, foram 4 finais de semana, com muuuuita comida típica, brincadeiras e prendas legais (aqueles brinquedos de plástico bem bobinhos, mas que ganham um valor incrível depois de serem duramente conquistados numa pescaria ou tiro ao alvo).
Não fiz parte do time das meninas que queriam se casar cedo, nem nunca fiz esse tipo de simpatia usando imagens de santo. Achava esquisito esse negócio de colocar a imagem invertida num copo de água, ou enterrar o dito (se eu fizesse isso era certeza de que nunca mais acharia ou o tempo passasse e a imagem viraria um bloco de pedra fossilizado, porque em uma semana eu iria esquecer disso). Foi numa aula de Pilates que a ideia começou a florescer: uma simpatia de bolso, que não precisasse de imagem roubada de igreja, ou de qualquer imagem "sólida", e que fosse tão particular que você pudesse carregar dentro de um livro, por exemplo. E a brincadeira foi ganhando forma, virando uma coisa super séria (na medida de seriedade que uma simpatia requer ao inverter um santo de cabeça para baixo, mesmo que simbolicamente).
E neste mês de tantas referências do folclore e tradições religiosas brasileiras, você também pode fazer sua simpatia, sem alarde, seja menina ou menino (ah, foi-se o tempo em que só as mulheres se preocupavam em ficar solteiras...), viva a diversidade! Compre aqui na loja :P

Google+