31 de janeiro de 2012

Fim de semana artesanal - parte 2

E vamos em frente à maratona handmade do fim de semana com as pulseiras de macramê que aprendi a fazer vendo o tutorial do WTF. Usei linha de bordado, linha de crochê, sei lá, o que apareceu e tinha uma cor interessante, eu usei. O legal é que ela só precisa de mãos e linhas pra ser feita, não necessita de fechos metálicos ou coisas do tipo, o que é bom para quem tem alergia ou mesmo pra cair no mar e na piscina (se bem que depois da trabalheira que foi fazer as 3 pulseiras, vou cuidar delas com muito carinho!).


30 de janeiro de 2012

Fim de semana artesanal - parte 1

Já faz algum tempo que o som da televisão me irrita de uma maneira intensa, e cheguei à conclusão que se não for para assistir um filme ou programa específico, simplesmente sentar e zapear os canais, é um tempo precioso desperdiçado. Se quiser descansar, vou dormir. Se quiser me informar, pesquiso na internet. Se quiser viajar na imaginação, leio um livro. Esse foi um fim de semana de imersão crafter e fiquei super feliz com o resultado: 4 novas pulseiras e gasto zero (todo material usado já estava encostado aqui há anos, os fios são da minha mãe!), o que já é uma economia e tanto, já que essas pulseiras podem sair bem caro. Decidi por em prática alguns tutorias que achei em blogs de crafts e, não é que deu certo? eu nunca havia feito mais do que 5 pontos de crochê numa tentativa frustrada de fazer uma correntinha, anos atrás, e desisti. Tinha esse paradigma de que ou a pessoa aprendeu desde cedo a tricotar ou já é tarde demais pra ter prática, e o crochê me pareceu impossível de ser entendido, aquele pontos enigmáticos para meus olhos absurdamente míopes. Mas não é verdade! Gente, eu CONSEGUI FAZER UMA PULSEIRA DE CROCHÊ  e me sinto realizada! Sorte de principiante? A segunda não vai dar certo? Não faz mal, eu vou continuar tentando porque agora eu deixei pra trás um dos meus grandes tabus e aprendi que nunca é tarde para aprender, qualquer coisa. O vídeo do SuperZíper foi o grande herói do dia, adoro ver as dicas delas. Essa é a minha pulseira pronta:
As outras pulseiras de macramê também made by my own hands!

E olhem que aula mais sensacional, também do SuperZiper, pra quem não faz idéia de como segurar uma agulha de crochê, como eu:

Amanhã mostrarei as pulseiras de macramê e de onde veio mais um tutorial bacana. Até logo!

24 de janeiro de 2012

Bad hair day solution

Todo mundo tem um dia de bad hair, independente de textura, cor e credo. Você simplesmente acorda sem tempo de lavar, ou dar um truque qualquer, e precisa estar com uma cara civilizada. Ou mesmo que não seja pela razão estética, mas por higiene, quando for cozinhar (para não cair cabelo na comida e também evitar cheiro de fritura no cabelo... tudo pode acontecer). Achei a solução perfeita: um turbante!Nesse blog são mostradas dicas incríveis e eu virei fã incondicional, já que os PAP (passo a passo)são super bem feitos. Bom, no meu caso eu tive que adaptar o lenço já que minha cabeça é meio grande uma canga (de flamingos, comprada na Renner uns anos atrás). Cangas são retangulares, então dobrei ao meio e depois na diagonal, pra fazer a forma do triângulo. Não fica um triângulo perfeito, claro, mas não compromete o resultado, já que as pontas você dá um acabamento, embutindo dentro do turbante. Eu adorei o resultado e ainda mais por ter achado um modo de usar essa canga de outra maneira (era sempre como echarpe). Ah, nem precisa comprar uma canga ou lenço, a idéia é usar o que tem, e já penso em cortar um quadrado bem grande de um tecido de algodão xadrez vichy para uso exclusivo culinário-vintage, ou combinando com o mesmo tecido de um avental bacana...

22 de janeiro de 2012

Vela de tangerina!

Acabei de ver e não resisti, tinha que postar essa dico super mega ecofriendly: vela feita com casca de tangerina e azeite de oliva. Esses dias conheci o Honestly...WTF (adorei o nome!) que é cheio de dicas incríveis de DIY (do it yourself, o faça-você-mesmo) e vi essa vela fofa, super fácil de fazer e ainda usando algo que iria para o lixo. Já imaginou fazer várias dessas e espalhar pela casa, num dia de festa? Ainda não testei, mas deve deixar um cheiro muito bom! O truque básico é retirar as bagas (ui!) da casca sem danificá-la, deixar o cabinho no fundo (ele será o pavio) e deixar a casca secar do dia pra noite (senão o pavio não acende). Depois é só colocar um pouquinho de azeite e acender sua vela.Veja como fazer.



21 de janeiro de 2012

Pimp my kitchen

Um dia desses faltou luz e eu fiquei apavorada de perder a ricota na geladeira, que por si só já estava quase vencida, decidi testar uma receita de stolen achada no meio da arrumação. Fico muuuuito feliz quando uma receita dá certo e, depois que voltei à São Paulo este ano, vim com uma bagagem de referências culinárias exóticas (sim, o Velho Continente é muito exótico aos nossos olhos tropicais). Enfim, o bolo deu certo, a luz voltou e tudo bem no final. Ah, cobrir o bolo com um paninho, é imprescindível, mas saca aquele velho e clássico paninho de cozinha batido bem sem graça? Que nada, o pano de cozinha da vez tem estampa de Marilyn! Fica lindo no fogão, cobrindo seus quitutes ou na mesa para aquele chá da tarde para seu convidado especial. Está lá na loja...
Ele ficou com uma cara tão boa quanto o sabor! Orgulho bom...


15 de janeiro de 2012

Casa organizada - parte 2

A chuva não dá trégua, algumas goteiras se manifestam, e os ânimos começam a esfriar... Pausa para o café! Sejamos positivos, vamos conseguir! Descobri uma solução perfeita para os livros que eu já havia separado, para serem doados (já que eu não imaginava que poderia ser fácil poder gerar uma renda com a venda deles!): é a Estante Virtual. Eu entrei para procurar uns livrinhos de segunda mão (tempos bicudos...) e vi que também posso anunciar os meus e vendê-los, uia! Já baixei o arquivo como formato do formulário a ser usado, me cadastrei e recomendo a todos: passem seus livros pra frente (aqueles que não são seus fiéis consultores), vendam ou doem. O que não pode é ficar parado na estante, comendo poeira. E é uma idéia de consumo consciente também, já que você adquire um livro que já foi usado, assim como roupas de brechó (que eu amo).



E por falar em brechós, minha paixão por charity shops:


Seventeen Evergreen - Polarity Song from Lucky Number Music on Vimeo.

4 de janeiro de 2012

Desafio da casa organizada

Primeiro post do ano! Passou a ressaca de tender e farofa e comecei a semana fazendo arrumação geral na casa. Estava lendo a TPM deste mês e segui à risca a matéria da Tania Menai, que sugere um bota-fora geral (de roupas, objetos, papéis e até pessoas do Facebook, segundo ela sugere, hehehe). Parece que o clima de arrumação impera e tenho visto dicas incríveis de reciclagem de objetos, truques baratos pra dar um jeito em algo que já cansou a paisagem doméstica. Comecei minha jornada de limpeza 2012, como sempre, pelo meu quarto (um reduto de pilhas de papéis, livros, roupas amontoadas na cadeira, que vergonha...), com muita fé eu acho que consigo organizar todos os armários e gavetas, limpar, aspirar, dar um pimp geral, em dois dias. Só que eu precisava de uma luz no meu caminho, um mestre jedi da arrumação e, uh-lala, eis que acabo de receber mais uma newsletter sobre um desafio de organização! Se chama The 52 Week Organized Home Challenge, que é um plano de 52 semanas para uma arrumação super detalhada em todos os cantos da casa. é coisa séria mesmo, e começa pela cozinha. Eu já comecei no quarto, mas vou seguindo com esses estímulo super bacana. Ponha uma música e viva as vassouras, panos e espanadores!

Google+